para ti, cátia, para voltares a ler aos 30 anos


Querida Cátia,

Escrevo-te esta carta para a leres de novo quando festejares o teu trigésimo aniversário. Entretanto, hoje celebras-te 26 anos e eu espero que tenhas tido um dia cheio de coisas boas. Sei como gostas de fazer anos e gostas de partilhar isso com a tua família e os teus amigos.

És uma pessoa de sonhos, projectos e estás sempre a pensar no que é melhor para ti. Este ano começaste com uma notícia menos boa e sei como o mundo te caiu em cima quando ouviste o teu cirurgião dizer que ainda não te podia operar porque pelos vistos os teus ossos continuam a crescer. É raro, mas acontece e logo por azar, aconteceu-te a ti. Mas não desanimaste. No momento em que estou a escrever esta carta, torço para que sejas operada ainda em 2017.

Espero que até aos 30 anos consigas concretizar alguns dos teus projectos e refiro-me principalmente ao curso que tanto queres fazer embora ainda estejas indecisa no local mas com certeza que vais fazer uma óptima escolha. Seja onde for, irá decerto marcar uma enorme mudança na tua vida. Desejo-te muito boa sorte!

Até aos 30 sei bem que pretendes viajar e acrescentar mais uns destinos ao teu passaporte mas também sei que também sabes definir prioridades e este ano é um daqueles anos em que tens de ser mais controlada para conseguir alcançar outros objectivos que estipulaste, não é? A vida é assim, muitas vezes temos de fazer em sacrifícios e tu és capaz de ultrapassar isso sei dificuldade.

Cátia, espero que continues rodeada com aqueles que te são importantes e que no trigésimo aniversário estejam todos juntos a festejar mais um ano de saúde, conquistas e felicidade. Até lá, que seja sempre assim.

Um beijo.

bordéus » a cidade do vinho e futurista


A minha viagem a Bordéus foi super curta. Dois dias e uma noite mas mesmo assim, foi das viagens em que fui mais feliz.

A manhã de Domingo acordou chuvosa. Numa situação normal, talvez preferisse ficar no quarto mas quando estou a viagem eu não me importo de andar à chuva. Fiz o check-out, deixei a bagagem guardada no hotel e apanhei o tram, com destino à Cité du Vin. A parte boa de andar de tram é que conseguimos conhecer toda a cidade porque é um transporte que passa no meio da cidade a uma velocidade reduzida o que nos possibilita apreciar todos os locais por onde passamos.

bordéus » uma óptima surpresa


A minha viagem a Bordéus não está na lista daquelas viagens que eu dizia e digo "vou, porque quero conhecer". Bordéus foi a cidade escolhida para poder assistir ao concerto do meu cantor preferido - M. Pokora (francês). Assim que soube a calendário da tour dele até ao mês de Junho, olhei para as datas, comprei os bilhetes de avião e do concerto. Tudo isto com um ano de antecedência. Arrisquei, porque um ano é muito tempo e eu estou um pouco embruxada quanto às viagens que faço, mas felizmente correu tudo bem.