momondo || bloggers open world awards 2017 » lembrete


Aos vossos olhos estou a ser chata mas aos meus estou a ser persistente. Tenho este objectivo de ir mais longe mas não o consigo fazer sem a vossa ajuda. Até posso não passar à fase seguinte mas ao menos estou a tentar chegar o mais longe possível.

Gostava muito que votasses no meu blogue para o BLOGGERS OPEN WORLD AWARDS 2017. E se votaste ontem ou no outro dia, podes fazê-lo hoje, amanhã e até dia 30 de Abril. Ou seja, podes votar uma vez por dia até ao fim do mês.

Uma parte engraçada deste concurso é que não temos acesso ao número de votos que cada blogue já tem e isso deixa-me um bocado na expectativa. Estou mesmo a contar com a vossa ajuda e para além do vosso voto, peço-vos que partilhem esta publicação no vosso blogue ou então que partilhem uma das publicações que tenho feito no facebook com o link directo para votação.

Obrigada mundo blogosférico <3

irritações do luis pedro nunes e a minha cidade

[fotografia retirada do facebook Viseu Marca]

As irritações de Luís Pedro Nunes já deram imenso que falar e eu não posso deixar de dar a minha opinião, até porque estamos a falar da minha cidade: Viseu.

Não sei se já viram um pequeno vídeo de três minutos que corre pelo facebook em que Luís Pedro Nunes partilha a sua maior irritação dos últimos quine dias. Pois que ele diz que foi a várias cidades europeias pois cada uma tem o seu encanto e o seu segredo mas descobre agora que existe uma cidade portuguesa que afinal tem tudo isso. "Oh diabo", como diz ele.

um dia vou sair da minha zona de conforto


Há uns dias quando estava a ver scroll pelo facebook, reparei nesta partilha que me chamou bastante à atenção.

Ao olhar para aquelas imagens e depois de "cuscar" um pouco as páginas de instagram de cada uma e a juntar às que já sigo, senti uma enorme vontade de fazer isto. Criar uma casa dentro de uma van e fazer-me à estrada. Fazer isto está totalmente fora da minha zona de conforto e fazê-lo sozinha está fora de questão mas que gostava de fazer isto, sim, gostava.

Acredito cada vez mais que é a abraçar aventuras assim que acabamos por descobrir verdadeiramente aquilo que nós somos. Além disso, numa vida em que estamos habituados a viver com tanto e ainda assim achamos que é pouco, viver desta forma iria ajudar-nos a dar importância ao que realmente merece a nossa atenção.

E vocês, eram capazes?

momondo || bloggers open world awards 2017 » votação


O Meraki está em fase de votação no Bloggers Open World Awards 2017.

É com felicidade que faço scroll e encontro o meu blogue ali exposto no meio de tantos outros blogues de viagens. Conto com a vossa ajuda a partilhar o link de votação directa. Não se esqueçam de votarem também. Vamos lá?

O link directo é este - Votar no Meraki

condado de clare || cliffs of moher & o'brien tower


Foi nos Cliffs of Moher que testei o meu peso. Quando marquei a viagem a Dublin uma das minhas paragens obrigatórias era Cliffs of Moher e não poderia ter gostado mais. São oito quilómetros e o ponto mais alto mede 214 metro de altura graça à Torre de O'Brien. Num dia com céu limpo é possível ver as ilhas de Aran e as colinas de Connemara. Infelizmente apanhei um dia cinzento (como praticamente todos os dias) e não se via nada.

Ao longo dos Cliffs há um caminho devidamente seguro para podermos ir a várias pontos e ter várias perspectivas. Foi a meio desse trajecto que quase tinha a sensação de voar. Havia uma zona onde havia enorme corrente de ar que tornava bastante difícil a tarefa de caminhar e ter os olhos abertos. Mas eu e mitos outros turistas, lá conseguimos avançar. Depois tivemos de encarar a fera outra vez no regresso. O meu cabelo saiu de lá todo eriçado, pastoso mas muito mais encaracolado.

Quando cheguei à Torre de O'Brien, havia outro espaço onde qualquer pessoa que se metesse lá voava se não fizesse força para se segurar. Acreditem que é uma sensação brutal mas é no cimo da Torre - pagam 2€ para entrarem - subirem meia dúzia de escadas, e terem uma sensação de vento por todo o lado, cabelos por todo o lado e ouvidos a doer.

Tenho fotografias maravilhosas e tenho alguns vídeos que mostram bem a força do vento. Lembro-me de ter partilhado um no instagram, aqui. Uma experiência estupenda.