fora do ninho || requisitos pré-definidos


Para aqueles que estão a pensar sair de casa dos pais, existem algumas coisas que devem estipuladas logo de início quando começam a procurar um local para viver. Aqui partilho aqueles que utilizei.

» Qual o teu budget máximo
  • Este ponto é essencial e passa por uma decisão bastante pessoal e ponderada. Sair de casa dos pais significa ter de equilibrar o nosso ordenado com as despesas fixas e não vale de muito ganhares 600€ se gastas 400€ numa renda. Assim não te sobra nada porque para além de água, luz e gás, também tens de comer e ter uma vida social. Eu coloquei um máximo de 280€ e felizmente consegui uma renda mais baixa.
» Viver sozinha ou dividir casa?
  • Seja sozinha, dividir casa ou viver com o namorado, terás de perceber de ante-mão o que pretendes. Eu não tenho namorado (e mesmo que tivesse) a minha decisão seria a mesma que tomei: viver sozinha. O intuito é conhecer-me a mim própria e ter o meu espaço. Crescer como adulta, como mulher.
» Tipologia e estado
  • Preferes um T0, T1 ou T2? Já nem digo T3 porque isso já é ideal para famílias grandes. Eu foquei a minha procura em T0 e T1. Tinha de ser moderno e estar equipado com o básico. Estipulei um limite máximo em que iria servir para pagar os dois meses de renda, comprar o básico para a casa e comprar mobília não fazia parte desse limite até porque assim não teria condições para sair de casa dos pais.
» Localização
  • A localização é também um requisito bastante importante na procura de uma casa. Ao mudar-me de casa sabia que queria algo próximo do meu emprego para deixar os transportes públicos e como não tenho carro próprio também não poderia mudar-me para um sitio muito distante (para isso ficava em casa dos pais que fica a 5 km). O apartamento onde vivo está a 800 metros de distância do meu emprego e bem vistas as coisas estou perto de tudo: fórum, dois pingo doce, farmácias, restaurantes e bares. Só quando preciso de ir ao médico é que peço "boleia" ao meu pai.

Estes foram os meus requisitos e com eles espero poder ajudar-vos :)

4 comentários :

Tulipa Negra disse...

Acho que fizeste muito bem em ter tudo isso em conta.
São pontos importantes que muitas vezes ficam esquecidos e depois originam situações desagradáveis.

Emma disse...

Tiveste imensa sorte em encontrar algo tão perto do teu trabalho!
E são óptimas dicas para quem está a procurar casa.

Marli Neves disse...

Fizeste um bom resumo dos pontos essenciais quando vamos viver sozinhos. Como ando na faculdade, a minha escolha requereu, obviamente, por dividir casa para pagar menos (ainda não ganho o meu próprio ordenado, logo a situação é completamente diferente).

My Own Anatomy ♡

Carpe Diem disse...

São óptimas dicas. Passei pelo mesmo quando saí de casa para entrar na Universidade!
Obrigado!