fora do ninho || como é viver sozinha


Tenho facilidade em adaptar-me rapidamente ao que não faz parte da minha zona de conforto e por essa razão, a mudança de casa não foi difícil. Foi mais complicado para a minha mãe que nas primeiras duas vezes ia sempre ao meu trabalho ou a casa levar-me comida.

Aquilo em que senti mais dificuldade foi nas horas das refeição e o que fazer. Parecia que tinha um bloqueio e nunca sabia bem o que fazer para o almoço e para o jantar. Não gosto de estar sempre a comer massa e arroz. Ultimamente não o tenho feito mas no início adoptei a técnica de fazer um plano semanal de refeições. Assim conseguia medir melhor a quantidade e o que fazer sem repetir a mesma coisa várias vezes na semana.

Outra coisa boa de sair de casa foi o facto de eu poder ter a alimentação que quero. Em casa dos meus pais tinha de comer o que era cozinhado lá. Aqui em casa eu faço aquilo que quero tendo em conta algumas opções alimentares que tenho vindo a adoptar com o tempo.

A minha adaptação foi rápida porque eu também tenho a noção de que sou despegada. Não me custou, lido e sempre lidei bem com a mudança. Acho que ser assim também ajuda muito pois acredito que há pessoas que sofrem um pouco [senão muito] quando saem debaixo da saia da mãe.

6 comentários :

Ellie disse...

Admiro essa tua independência. Apesar de ser uma coisa que quero muito, neste momento, financeiramente não me arrisco:)

Margarida disse...

Quando fui viver sozinha também notei grandes mudanças na área da alimentação, não tanto no que comer mas nos horários. Em casa dos meus pais há horários fixos, principalmente para o jantar. Quando fui viver por minha conta habituei-me a almoçar e jantar às horas que quero :)

Sweetie disse...

É uma grande mudança, adorei o texto!
Boas dicas, beijinhos!

http://missweetie.blogspot.pt/2016/10/as-minhas-ultimas-compras.html

Rititi disse...

Eu estou prestes a dar esse passo e ando meia assustada!
Vou seguir! :)

Paulo Alexandre Silva disse...

Eu senti bastante dificuldade quando me mudei mas revejo-me em muita coisa, especialmente da alimentação. Na casa dos meus avós também se comia o que era posto na mesa mas agora... Sou demasiado preguiçoso para fazer pratos mais compostos e saudáveis. Tento, mas nem sempre consigo. E porque raios a roupa não aparece passada a ferro no armário? Haha. Oh vida de adulto é chata!
Beijinho.

Isa Sá disse...

A mudança normalmente não é fácil...mas pelos visto para ti não é problema!


Isabel Sá
Brilhos da Moda