fora do ninho || como é viver sozinha

outubro 12, 2016


Tenho facilidade em adaptar-me rapidamente ao que não faz parte da minha zona de conforto e por essa razão, a mudança de casa não foi difícil. Foi mais complicado para a minha mãe que nas primeiras duas vezes ia sempre ao meu trabalho ou a casa levar-me comida.

Aquilo em que senti mais dificuldade foi nas horas das refeição e o que fazer. Parecia que tinha um bloqueio e nunca sabia bem o que fazer para o almoço e para o jantar. Não gosto de estar sempre a comer massa e arroz. Ultimamente não o tenho feito mas no início adoptei a técnica de fazer um plano semanal de refeições. Assim conseguia medir melhor a quantidade e o que fazer sem repetir a mesma coisa várias vezes na semana.

Outra coisa boa de sair de casa foi o facto de eu poder ter a alimentação que quero. Em casa dos meus pais tinha de comer o que era cozinhado lá. Aqui em casa eu faço aquilo que quero tendo em conta algumas opções alimentares que tenho vindo a adoptar com o tempo.

A minha adaptação foi rápida porque eu também tenho a noção de que sou despegada. Não me custou, lido e sempre lidei bem com a mudança. Acho que ser assim também ajuda muito pois acredito que há pessoas que sofrem um pouco [senão muito] quando saem debaixo da saia da mãe.

You Might Also Like

6 comentários