açores || as furnas e o cozido

June 12, 2016


Ir à Ilha de S. Miguel e não provar o famoso Cozido das Furnas é como ir ao Porto e não comer Francesinha.

Antes do almoço, tive a oportunidade de ver o cozido a ser desenterrado. O Cozido das Furnas é feito debaixo de terra, onde são colocados todos os ingredientes necessários, coloca-se numa pequena caldeira na qual passa água vulcânica e onde o cheiro a enxofre é muito mais intenso. Para se poder almoçar às 13:00, é necessário colocar a panela a cozer debaixo de terra pelas 07:00. Exactamente, sete horas a cozer a uma temperatura constante. Não é de estranhar que todos os elementos deste cozido saibam a enxofre. Nota-se mais nos legumes e na batata. É um sabor completamente diferente que a mim não me convenceu muito. O almoço foi feito no Restaurante Tonys, dizem que é o melhor.

Estando nas Furnas, adorava ter aproveitado um pouco para aproveitar a piscina termal. Diz que faz bem a imensos problemas musculares e ósseos. Consegui colocar a mão e estava, de facto, quentinha. Mas alerto, a água é castanha, pode fazer um pouco de confusão aos que gostam de águas límpidas.

Visitar as Furnas é obrigatório. As paisagens são maravilhosas e aconselho a levarem umas boas sapatilhas porque quando andam perto das caldeiras todo aquele chão queima. Se andarem de chinelos, lá se vai a sola e se se armarem em chicos-espertos e colocarem a mãozinha para sentirem o calor, bem que ficam com ela agarrada ao chão. São temperaturas abismais!

Ir às Furnas foi, para mim, dos melhores locais que conheci na curta estadia em S. Miguel. Aquilo sim, é a verdadeira força da Mãe-Natureza.

You Might Also Like

6 comments