Das abordagens

June 03, 2015


Saí do trabalho cansada. Cansada e irritada. Como é costume, vou apanhar o autocarro após terminar o meu dia de trabalho mas como faltava algum tempo para o meu autocarro decidi caminhar um pouco e acabei por esperar por ele numa paragem diferente. Não é costume mas hoje decidi fazê-lo. Sentei-me. Estava sozinha. Passado um bocado, chega uma senhora que também ia apanhar o mesmo autocarro que eu e, após um ou outro comentário, ela diz-me "é engraçado porque já não a via há muito tempo e sempre que olho para si, sinto que é uma rapariga feliz". Nunca ninguém me disse tal coisa. Ninguém.

Aquelas palavras souberam-me tão bem que vim o trajecto todo até casa com um sorriso na cara. Às vezes são precisas estas coisas para nos alegrarem. Parecendo que não, faz parecer tudo mais simples.

You Might Also Like

4 comentários

  1. É bem verdade ! Elevam-nos logo o ego :)

    ReplyDelete
  2. São essas pequenas coisas que nos animam logo :)

    R: Por acaso achava isso mas fiquei surpreendida quando cá cheguei. Kiev não parece nada, é uma cidade completamente normal. Noutras cidades ucranianas é capaz de se notar muito isso mas em Kiev pouco se nota :)

    ReplyDelete
  3. Agora fez-me lembrar no ano passado quando estava a trabalhar no verão... Estava farta daquilo e um dia uma senhora antes de se ir embora (trabalhei num parque de campismo, ia se embora das férias) disse-me que ela e a família dela consideravam que eu era a empregada mais eficiente do parque e que me desejavam tudo de bom etc fiquei com um sorriso tão grande que não parei de rir para os clientes o resto dos dias... Ás vezes é preciso comentários de pessoas que não nos conhecem para nos deixarem felizes, sabe tão bem. Fico feliz por teres voltado e espero que esteja tudo melhor. Um beijinho *

    ReplyDelete

Booking.com