das abordagens

June 03, 2015


Saí do trabalho cansada. Cansada e irritada. Como é costume, vou apanhar o autocarro após terminar o meu dia de trabalho mas como faltava algum tempo para o meu autocarro decidi caminhar um pouco e acabei por esperar por ele numa paragem diferente. Não é costume mas hoje decidi fazê-lo. Sentei-me. Estava sozinha. Passado um bocado, chega uma senhora que também ia apanhar o mesmo autocarro que eu e, após um ou outro comentário, ela diz-me "é engraçado porque já não a via há muito tempo e sempre que olho para si, sinto que é uma rapariga feliz". Nunca ninguém me disse tal coisa. Ninguém.

Aquelas palavras souberam-me tão bem que vim o trajecto todo até casa com um sorriso na cara. Às vezes são precisas estas coisas para nos alegrarem. Parecendo que não, faz parecer tudo mais simples.

You Might Also Like

4 comments