mexeu comigo


No dia de Natal, fomos visitar uns familiares do meu pai à aldeia dele mas antes, passámos na vila para ir ao Lar da 3ª Idade visitar um irmão dele, tio meu, que está lá há alguns anos. Nunca tive uma relação muito próxima com ele mas, do que sei, teve uma vida complicada. Após algumas complicações, foi decidido que ele devia estar acompanhado 24/24 e desde então que está no lar.

o sentimento que sinto pela minha área


Não é novidade nenhuma que eu gosto muito da minha área. Amo-a mesmo. Cada dia que passa mais tenho a certeza que é em e para o Turismo que eu quero trabalhar. Eu consegui perceber o que queria quando chegou a altura da candidatura à universidade mas sei que não acontece com todos e muitos são aqueles que entram num curso mas rápido se apercebem que aquilo não é para eles.

mulher da cidade


Lembram-se de na vossa infância, lerem livros d' "O Rato da Cidade e o Rato do Campo"? Eu considero-me ser, e com muito orgulho, uma mulher de cidade.

filha bastante orgulhosa


Eu orgulho-me da minha mãe.  Posso chatear-me com ela mas é normal numa relação entre mãe e filha. Mas hoje, a publicação não é sobre as discussões mas sim sobre a grande mulher que a minha mãe é.

felicidade


Cada vez me tenho apercebido mais disto. Não é em tudo o que é grande que encontramos felicidade. É nos pequenos detalhes, nos pequenos gestos, nos pequenos sorrisos, nos "pequenos tudos".